[MÊS DE DIVULGAÇÃO] A Filha do Norte, de Luisa Soresini

Hey, pessoas!

Neste post do Mês de Divulgação da fantasia A Filha do Norte, de Luisa Soresini, vamos conhecer algumas curiosidade com relação ao cenário que inspirou a autora na criação do ambiente principal da história: a mansão dos Vergamini!


A Mansão Woodchester é uma mansão vitoriana inglesa que nunca foi terminada e completamente habitada. Ela foi construída pelo maçom William Leigh e desde a sua morte em 1873 a Mansão tem sido foco de investigações devido a sua simbologia e existência de assombrações.
Várias visões foram registradas nos últimos duzentos anos. Em 1902, um vigário local viu uma aparição estranha nos portões da mansão e alguns anos depois um cavaleiro fantasma também foi visto em sua entrada. Mas o epicentro das assombrações é a própria mansão. Do alto da Capela aos baixios do porão, a Mansão conta com os fantasmas mais apavorantes da Inglaterra. Os visitantes sofrem colapsos e são atacados por forças invisíveis. No banheiro há o fantasma de um homem que freqüentemente se manifesta como uma cabeça flutuante e próximo a ele há o fantasma de uma velha que gosta de atacar mulheres agarrando-as no escuro.
Por que a mansão é tão assombrada ninguém realmente sabe explicar, mas uma teoria é que a mansão fica em um lugar onde havia anteriormente três prédios antigos, e é assombrada pelos fantasmas destas antigas estruturas.




E aí, todo mundo curtiu, sim ou claro? Acho que a mansão combina demais com os meninos e com toda a atmosfera de mistério que os envolve. Semana que vem tem mais divulgação desse livro maravilhoso! Não esqueçam de curtir a fanpage da autora para ficar por dentro das novidades.

Até a próxima postagem! Beijos!

0 comentários:

Deixe seu comentário