[TOP QUOTES #4] Todo Dia - David Levithan

Hey, pessoas!

Estive um pouco sumida por aqui, porque aproveitei o fim de semana para colocar meus estudos e leituras em dia. Hoje trago para vocês mais uma sessão Top Quotes, e dessa vez o escolhido é o livro Todo Dia, de David Levithan. Como ele é um dos meus queridinhos já faz algum tempo, tive certa dificuldade em escolher apenas alguns trechos, mas espero que vocês curtam as escolhas!

"Todo dia sou uma pessoa diferente. Eu sou eu, sei que sou eu, mas também sou outra pessoa. Sempre foi assim." (página 7)

"Todos nós temos mistérios, especialmente quando vistos pelo lado de dentro." (página 8)

"Se tem uma coisa que aprendi é isso: todos nós queremos que tudo fique bem. Nem mesmo desejamos que as coisas sejam fantásticas, maravilhosas ou extraordinárias. Satisfeitos, aceitamos o bem, porque, na maior parte do tempo, bem é o suficiente." (página 11)

"Enquanto cochilamos, sinto uma coisa que nunca senti. Uma proximidade que não é apenas física. Uma conexão que desafia o fato de que acabamos de nos conhecer. Um sentimentos que só pode vir da mais eufórica das sensações: a de pertencer a alguém." (página 25)

"O momento em que você se apaixona parece carregar séculos, gerações atrás de si - tudo isso se reorganizando para que essa interseção precisa e incomum possa acontecer. Em seu coração, em seus ossos, por mais bobo que saiba que é, você sente que tudo levou a isso, que todas as flechas secretas estavam apontando para este lugar, que o universo e o próprio tempo construíram isso muito tempo atrás, e agora você acaba percebendo que chegou ao local onde sempre deveria ter estado." (página 25)

"Pessoas normais não tem que decidir o que deve ser lembrado. Vocês recebem uma hierarquia, personagens recorrentes, a ajuda da repetição, da expectativa, a base firme de uma longa história. Mas eu preciso decidir a importância de todas as lembranças." (página 49)

"É como se, ao amar alguém, essa pessoa se tornasse sua razão. E talvez seja o inverso; talvez eu tenha me apaixonado por ela porque preciso de uma razão." (página 62)

"É isso que o amor faz: que você queira reescrever o mundo. Que você queira escolher os personagens, construir o cenário, dirigir o roteiro. A pessoa que você ama senta de frente para você, e você quer fazer tudo que estiver ao seu alcance para tornar isso possível, infinitamente possível. E quando são vocês doi a sós numa sala, você pode fingir que é assim que as coisas são, que é assim que as coisas serão." (página 151)

"Quero contar a Rhianon tudo sobre isso. Porque, quando algo acontece, é ela a pessoa a quem quero contar. O indicador mais básico do amor." (página 186)

"Não tenho coragem de dizer a ele que esse é o jeito errado de pensar sobre o mundo. Sempre haverá mais perguntas. Toda resposta leva a mais perguntas. O único meio de sobreviver é abrindo mão de algumas." (página 186)

"Tenho que me lembrar que as pessoas normais também sentem isso: o desejo de pegar um momento e transformá-lo em eternidade. O desejo de ficar assim por muito mais do que realmente vai durar." (página 200)

"Queria que o amor conquistasse tudo. Mas o amor não conquista tudo. Ele não pode fazer nada sozinho. Ele depende de nós para conquistar em seu nome." (página 242)

Eu não sei vocês, mas eu me apaixonei por cada trecho desse livro, e chegar a pensar apenas estes aí de cima foi um martírio. Depois me contem nos comentários o que vocês acharam das escolhas e do livro, se já leram. Até a próxima postagem!

Beijos 

0 comentários:

Deixe seu comentário