[PRIMEIRAS IMPRESSÕES] Lacrymosa - Juliana Daglio

Hey, pessoas!


A postagem de hoje está saindo já atrasada, mas eu não podia deixar de vir aqui compartilhar com vocês as minhas primeiras impressões sobre um dos livros que eu mais aguardo, desde que soube da publicação. Conheçam agora o mundo de terror e mistério de Lacrymosa, da autora parceira Juliana Daglio!


Título: Lacrymosa
Autor: Juliana Daglio
Sinopse: O nome dela não é Valery Green. Também não nasceu no Kansas, e sua família toda não morreu num acidente de carro onde ela foi a única sobrevivente. Nascida num mundo de trevas e segredos apocalípticos, a garota feita de mentiras luta dia após dia para ter uma vida longe de sua verdadeira identidade e de seu dom misterioso, o qual ela julga como uma maldição. Por  cinco  anos, ela  conseguiu.  Escondida  na  pacata  Darkville,  tornou-se uma respeitada Detetive,  conhecida por sua  frieza  e eficácia no  trabalho. Seu  companheiro Axel parece ter orgulho de trabalharem juntos, até ficar frente a frente ao que encontraram na busca daquela noite - um demônio dentro de uma garotinha. Para  ajudar  a  pequena Anastacia, Valery  terá  que  colocar  em  risco  o  trabalho  na polícia e seu relacionamento com Axel, recorrendo à ajuda do Padre Henry Chastain, um velho conhecido.  Desenterrando  um  passado  cheio  de  exorcismos,  perseguições  e batalhas contra demônios, esse reencontro não promete ser feito de abraços e boas-vindas. Chas, como ela o chama, é conhecido como o maior Exorcista vivo - a Espada de Sal do Vaticano, e é sua única esperança de lutar contra o novo inimigo, mas também representa o ponto  fraco de si mesma e o acesso a um passado doloroso que pode despertar seus próprios demônios interiores.

Valery Green não é seu nome verdadeiro, e essa é apenas uma das várias mentiras que construíram sua vida desde que saiu de casa. Por algum tempo, Valery conseguiu levar uma vida aparentemente normal, longe dos fantasmas do passado. Assumiu uma nova identidade e tornou-se uma respeitada detetive, eficiente e ativa em seu trabalho, e protegeu aqueles que mais amava de si mesma. Mas um acontecimento inesperado vira sua rotina novamente de ponta cabeça: uma garotinha assolada por um demônio. Para ajudar a pequena, Valery vai ter que deixar seu orgulho de lado e recorrer a alguém do seu passado, pois somente ele poderá ajudá-la a mandar esse ser para o inferno de onde nunca devia ter saído, e recolocar sua vida nos eixos.

Juliana mais uma vez me surpreendeu. Eu sabia desse lado sombrio da autora e já havia sentido uma parte dele em O Lago Negro, mas Lacrymosa chegou para decretar de vez o talento da autora no gênero terror. Nestas primeiras impressões, foram apresentadas aos leitores as primeiras 32 páginas do livro e, por mais que pareça pouco, Ju nos mostra já ao que veio, envolvendo-nos de uma forma irreversível. Fica difícil se desligar das páginas e, ao final dessa degustação, só consigo pensar em como a história continua.

Valery é uma personagem misteriosa e cheia de segredos, que vamos conhecendo aos poucos, praticamente em doses homeopáticas. Determinada, forte, corajosa e inteligente, a nossa protagonista conquistou seu espaço dentro do trabalho, mas não consegue deixar seus fantasmas para trás e entregar-se de verdade à nova vida. Temos em Valery uma personagem bastante humana, que é capaz de qualquer coisa para fazer o que considera certo e proteger aqueles que ama. Estas trinta páginas deram ao leitor uma boa noção da personalidade já consolidada e permeada por ausências e mistérios da protagonista, e é impossível não sentir curiosidade em se aprofundar ainda mais na vida e nas aventuras de Valery Green.

Axel é o parceiro de Valery na polícia e é um dos maiores admiradores da garota. Além de galã sexy, o cara é atencioso e preocupado no que se relaciona a Valery. Ele não apenas a considera como parceira, deixando bastante claro seu respeito pela dedicação que a garota mostra no trabalho, mas também explicita o tempo todo seu interesse por ela como mulher, através de olhares e cantadas bem-humoradas e cheias de malícia. Axel é uma personagem bastante crível e é difícil não se encantar por ele. Toda a sua postura de policial decidido, corajoso e durão desaba praticamente na mesma hora em que ele pensa em Valery. Entre os dois tudo é bastante intenso, e fica no ar um clima cheio de desejo e admiração mútua entre os dois, por mais que a garota não admita isso nem sob decreto.

Com relação ao padre Henry Chastain, confesso que estas primeiras páginas ainda não me deram informações suficientes pra construir essa personagem na minha mente. O que posso dizer até agora é que a aura sombria e misteriosa que acompanha Valery está presente também neste homem, com habilidades tão específicas e tarefas tão complexas. Acredito que no decorrer do livro tenhamos maiores detalhes sobre a vida e caráter do padre, e eu preciso dizer que estou bastante curiosa e não vejo a hora de conseguir decifrar um pouco mais da personagem.

Com relação aos temas abordados, o livro é exatamente aquilo a que se propõe. Exorcismos, demônios, possessões, todo esse campo sobrenatural aparece em Lacrymosa, e isso só me atrai ainda mais à leitura, como boa amante do gênero terror. Não apenas as personagens são construídas de forma consistente, mas também o próprio enredo, que já fica claro desde as primeiras páginas e mesmo assim tem a capacidade de nos surpreender e tirar nosso fôlego a cada momento. Como em todo livro da Juzinha, nada é o que parece, e isso só torna a leitura ainda mais rica e atenta, cheia de elementos que dão ao leitor a oportunidade de conhecer, junto das personagens, o destino e as reviravoltas de cada instante da trama. O que posso dizer depois dessas primeiras impressões é que eu estou não apenas curiosa com o restante da história, mas também necessitada dessa continuação, para exorcizar a vontade quase incontrolável de devorar as próximas páginas.

Aqui embaixo vocês vão encontrar uma descrição da própria Juliana sobre o livro e alguns quotes para deixar todo mundo ainda mais doido de curiosidade, porque eu não vou passar vontade sozinha!

Lacrymosa é uma história contada em um livro só, embora seu universo abra possibilidades para a criação de novos plots e ganchos para novas aventuras. Escrito em um ano e meio, foi editado pela Agencia Increasy e passou por lapidações com a ajuda de  Coachs Literárias. O  gênero  claudica  da  fantasia  dark,  ao  terror,  com pitadas  de romance e um drama psicológico intenso, narrado do ponto de vista de seus protagonistas. A mitologia foi embasada em diferentes fontes de religião, história e teorias, construindo uma premissa com ideias próprias, criadas na mente dessa autora que vos fala. Muitas das opiniões dos protagonistas e narradores, se distancia em milhas das minhas próprias opiniões, o que  tornou o processo de criação deles um desafio sem  igual, que mudou para sempre a minha vida e minha relação com o divino.




Todo mundo desesperado para ler o livro, tanto quanto eu? Agora o que resta é torcer pra que a Juzinha libere logo esse título, pra matar a vontade de todos nós! Até a próxima postagem! 😙😙

1 comentários:

  1. Ah, sua maravilhosaaa! Adorei cada partezinha do seu texto. Muito feliz em saber que já no lago tinha notado minha veia do terror hehehhe. Era algo que sempre tinha sonhado em escrever, mas que só agora veio à tona.
    Obrigada por ter participado e por falar de Lacrymosa por aqui com tanto carinho.
    É sempre um prazer ver meus livros por aquiiii <3 <3 <3

    ResponderExcluir