[RESENHA] Não Tranque a Porta - Amanda Ághata Costa

Hey, pessoas!

A postagem de hoje é extremamente especial, como tudo que aparece aqui da maravilhosa Amanda Ághata Costa. Acredito que todos que me acompanham já sabem do amor especial que eu tenho por essa autora tão talentosa, que além de tudo é uma das pessoas mais iluminadas que eu conheço. Como A Subestimada ainda não saiu, eu estava com saudades da escrita da Amandinha, e por isso fiquei animada demais quando ela liberou o conto Não Tranque a Porta no Wattpad, para que os leitores pudessem lê-lo e comentar suas opiniões. Fui correndo conferir, lógico, e é sobre ele que vou falar aqui.



TÍTULO: Não Tranque a Porta
AUTOR: Amanda Ághata Costa
LEIA
SINOPSE: 
Princesas nem sempre são bem educadas ou seguem à risca as regras já estabelecidas para honrar o título que carregam. Lorena é prova viva disso, pois não se importa com julgamentos alheios ou olhares de reprovação. Disposta a encarar novas aventuras e aproveitar ao máximo as sensações que o sexo casual proporciona, faz questão de deixar de lado os parâmetros sociais e coleciona inúmeros casos de uma noite com príncipes mal intencionados. Quando não se procura o amor, nem faz questão de vivê-lo, a solução é deixar todas as portas abertas para divertir-se ao máximo com os que estiverem dispostos a satisfazer os seus desejos mais sensuais. O que Lorena não sabe, é que nem sempre é necessário estar à procura para esbarrar em sentimentos que não imaginava que realmente pudessem existir.

Neste pequeno conto escrito pela Amanda vamos conhecer a história de Lorena e Max, ou pelo menos uma parte dela. Lorena é uma princesa, bem diferente das que estamos acostumados: decidida, segura de si e extremamente desinibida, a garota gosta de vivenciar as melhores e mais prazerosas coisas da vida, o que inclui muitos encontros casuais com príncipes que não valem grande coisa. Lorena não tem medo de seus desejos, e os chamados de seu corpo são quase sempre atendidos. Com sua beleza que não passa despercebida e uma personalidade forte, não é difícil para a princesa arranjar companhia para seus momentos íntimos.

Max é um grande amigo do irmão da princesa, e este confia totalmente no garoto, tanto que Max acabou se tornando quase um membro da família real. Bonito, carinhoso e sensual, Max vira a cabeça de Lorena, mas também não consegue resistir aos encantos da menina. A princesa mexe com seus sentidos mais ocultos, o que deixa Max à mercê de todos os caprichos e convites da garota. É incrível a química que existe entre os dois personagens: chega a ser palpável! A aura de desejo e paixão que os envolve é impossível de passar sem ser notada, e o leitor mais atento pode antever onde essa relação sem intenções de perdurar vai acabar.

No conto, temos a descrição de uma cena sexual dos protagonistas. Mas como tudo que a Amanda escreve é diferente e particular, não existe nada de vulgar nessa narração. Desde as palavras escolhidas, até as expressões, passando pelas metáforas e por toda a escrita poética tão singular da autora, que mesmo nestas poucas linhas já se explicita, deixa tudo tremendamente bonito. É como se estivéssemos presenciando o encontro amoroso de duas almas destinadas uma à outra. Conforme a leitura avança, nos envolvemos e nos emocionamos com a narrativa, percebemos os mínimos detalhes que tornam esse momento íntimo tão delicado e mágico. Como se olhássemos pelo buraco da fechadura e mesmo assim não nos sentíssemos intrusos, vemos os carinhos trocados, as palavras ditas no silêncio do quarto e o quanto aqueles dois personagens se entregam aquele instante. É impossível não notar o quanto eles ficam melhores juntos.

O único ponto que me deixou querendo trucidar a Amanda foi o conto ser curto: eu queria muito mais de Lorena e Max! Queria mais da relação bonita que existe entre eles, queria conhecer melhor cada um e a rotina daquele palácio e daquela família, queria conseguir penetrar aquelas camadas de proteção que Lorena criou em torno de si e constatar o quanto Max é especial mesmo que ela não admita isso, queria acompanhar o desenvolvimento desse sentimento e o momento em que Max não conseguisse mais disfarçar seu amor e confessasse tudo. A partir do momento que vocês lerem o conto, vão entender minhas reações: Amanda mais uma vez cria uma narrativa marcante, que nos faz flutuar e sonhar ao mesmo tempo, elevando nossos pés desse mundo real e trazendo à tona nossos desejos trancados atrás das portas do coração.

Até a próxima postagem! Beijos!

2 comentários:

  1. Você sempre me emociona com suas resenhas. Obrigada por conseguir enxergar através das entrelinhas e mostrar tanta intensidade nas suas análises. <3

    ResponderExcluir
  2. Você sempre me emociona com suas resenhas. Obrigada por conseguir enxergar através das entrelinhas e mostrar tanta intensidade nas suas análises. <3

    ResponderExcluir