[RESENHA] Versos Sombrios - Bianca Carvalho

Hey, pessoas!

A resenha de hoje é de um thriller nacional de tirar o fôlego! Conheçam minhas impressões sobre Versos Sombrios, segundo volume da Trilogia das Cartas, de Bianca Carvalho, cortesia da nossa querida editora parceira EraEclipse!

Versos Sombrios
TÍTULO: Versos Sombrios (Trilogia das Cartas #2)
AUTOR: Bianca Carvalho
EDITORA: EraEclipse
NÚMERO DE PÁGINAS: 290 páginas
SINOPSE: A segunda carta de Lolla Dewitt é revelada, com seu último desejo para Cailey DeWitt. Cailey tem o dom das palavras. Quando escreve, ela consegue transmitir sentimentos, se conectar com a história de qualquer pessoa e até curar corações partidos. Porém, seu dom pode se tornar um pouco mais obscuro que isso. Lolla pede que ela envie uma de suas belas poesias a Jayce Hernandez, um detetive amargurado que perdeu a mulher amada e se afundou em escuridão. Por mais que Cailey não o visse com bons olhos, atendeu ao pedido da avó, e sua mensagem trouxe uma nova esperança para o policial. Contudo, Jayce logo tem a oportunidade de retribuir a ajuda de Cailey, que se vê perseguida por um assassino perigoso, capaz de se comunicar telepaticamente com ela através de seus textos. Tentando se salvar de um homem obcecado, Cailey precisa contar com Jayce para proteger-se. Mas o que ela não contava era que os segredos que iria descobrir poderiam mudar sua vida para sempre.


"O bem e o mal conectados por palavras e um destino."

     

A Trilogia das Cartas nos apresenta as irmãs DeWitt, Cailey e Faith, e sua prima Tatianna, cuja avó Lolla tem o poder de prever o futuro das três, o qual coloca em cada uma das cartas que escreve, após a sua morte. Cada livro conta a história de uma das irmãs, dotadas de poderes que podem auxiliar nos desafios que seu destino lhes reserva. Como eu comecei a leitura ao contrário, o último livro da trilogia já foi resenhado aqui no blog, caso queiram conferir basta clicar aqui e será redirecionado para a página.

Neste segundo volume somos apresentados a Cailey DeWitt, moça bastante rebelde e sarcástica, que já passou por muitos episódios horríveis na vida e ainda assim se mete em confusão a todo o instante, deixando suas irmãs preocupadas e sua fama de irresponsável cada vez maior. Seu maior dom é a poesia, na qual ela desconta todas as frustrações, medos e dúvidas. Cailey tem um grande problema de personalidade, e seu temperamento irritadiço surge com força total quando ela lê a carta de sua avó, que a manda escrever uma algo para a ajudar Jayce Hernandéz a mais uma vez acreditar na vida. Jayce é um policial justo e muito corajoso, que vê sua vida decair gradativamente quando perde a mulher que amava para um assassino. Apesar do tempo que passou após a trágica morte, Jayce ainda não recuperou-se, e como este assassino estava indiretamente ligado a Faith, irmã de Cailey, sua surpresa é muita quando ele recebe em sua casa uma poesia escrita pela moça. Essa poesia, no entanto, o faz viver novamente, e aproximar-se cada vez mais de Cailey. Ao mesmo tempo, Cailey passa a receber poemas sombrios, que colocam em conexão com um assassino à solta. E o pior: ele já matou uma vez, e promete repetir o ato. Isso desequilibra ainda mais a cabeça atormentada de Cailey, e, mesmo sem querer, ela acaba encontrando em Jayce um refúgio para seus problemas, além de um aliado forte e apaixonada nessa batalha contra o mal.

Que eu já sou fã da Bianca não é novidade, eu tinha amado a experiência com as leituras de Horas Noturnas e Sabores Mortais (resenhas aqui e aqui) e não esperava que pudesse ficar mais extasiada do que já havia acontecido. E então eu leio Versos Sombrios e fico ainda mais encantada com o talento dessa menina! Nesse livro, a Bianca fala de uma arte que ela domina muito bem: a da escrita. Por conta de ser tão próxima dela, eu senti como se estivesse lendo um pedacinho de sua alma, como se a cada frase sobre escrever que ela colocasse no livro nos desse a oportunidade de conhecer um pouco mais da própria autora. Além disso, eu senti veracidade nesse quesito do livro, visto que a autora tem propriedade para falar do tema.

Com relação ao enredo, ele continua com muita ação e momentos de suspense de tirar o fôlego, tão envolvente quanto nos outros títulos que tive a oportunidade de conhecer da Bianca. Neste livro, uma das coisas que mais saltam aos olhos é a mistura de gêneros que a autora faz durante a narrativa. Temos o gênero policial, sempre presente e que é muito palpável e indispensável a essa trama, e ao mesmo tempo temos o romance, leve e comovente, da forma mais sensível que se poderia colocar ali dentro. O mais interessante é que nenhum desse dois aspectos se sobressai ao outro. Há uma verdadeira fusão entre esses gêneros durante a história, e é impossível discernir o principal ou o foco do livro. Ambos tem sua carga de importância e são fundamentais para a construção do enredo.

Cailey é uma protagonista bastante temperamental. A garota tem um gênio difícil, é rebelde e não mede as consequências de seus atos. Tenta se mostrar forte e destemida perante todos, mas esconde dentro de si uma insegurança genuína de magoar ou decepcionar aqueles que a amam. Sua irmã e prima são o bem mais precioso que ela possui e a garota é capaz de tudo para protegê-las de qualquer perigo ou ameaça. Teimosa e persistente, Cailey sabe o que quer e como chegar aos seus objetivos, mas tem receio de que não seja o suficiente para alcançá-los. Apesar de corajosa e inteligente, a menina também é frágil e sonha encontrar alguém que a cuide e valorize depois de todos os momentos ruins pelos quais já passou. Me identifiquei muito com a Cailey, não só pela sua personalidade, que é bastante parecida com a minha em vários sentidos, mas também com a conexão que ela tem com a escrita. Para ela, escrever é uma forma de liberar seus sentimentos, dúvidas, medos e anseios, e é exatamente assim que eu a vejo também. A escrita é uma das maneiras mais bonitas de colocar a nossa alma no papel, e eu fiquei muito contente em perceber esse conceito dentro da protagonista.

Jayce é um policial justo e muito dedicado, que levou uma rasteira enorme do destino e que agora precisa lutar para se recuperar dela. O que eu mais gostei nele (se é que é possível escolher apenas um aspecto) foi seu senso de proteção para com Cailey. Apesar de ser um homem extremamente sedutor e másculo, Jayce também sabe ser cuidadoso e carinhoso ao tratar Cailey, e isso me comoveu profundamente. Além disso, o cara realmente tem palavra, e sempre procura cumprir seu trabalho da melhor forma possível. Lindo, charmoso e irresistível, Jayce está longe de ligar para o posto de galã que lhe dão. Ele só quer encontrar algo que o faça reviver e ser feliz novamente, e sem nem esperar Cailey aparece em sua vida. A forma como ele agarra e valoriza essa oportunidade é de emocionar qualquer coração gelado!

Ainda dentro da gama dos personagens, é indispensável destacar Faith e Tatianna, que sempre estiveram presente neste enredo. Aliás, uma característica que eu percebo nessa série é que, apesar do foco de cada livro ser uma garota diferente, as outras duas e muitos outros personagens importantes nos enredos anteriores também estão ali dentro, como coadjuvantes ativos e que de alguma forma participam da história. A personalidade do assassino também é um fator elementar nesse enredo. Muito parecido com Cailey em vários aspectos, ele é uma figura que nos causa terror e curiosidade ao mesmo tempo. Ficamos em pânico por conta de seus poemas e atitudes macabras, mas também ficamos interessados em desvendar o rosto por trás das palavras e os motivos para cometer tais atrocidades, e mais ainda: a razão de ser Cailey a peça central nisso tudo.

Algo que eu já percebi na escrita da Bianca a partir dos outros livros e que se repete nesse é a forma de narrar os acontecimentos. Com uma trama complexa e interligada em todos os sentidos possíveis, a autora tem uma fluidez que auxilia na hora de prender o leitor e fazê-lo envolver-se com a história. Os fatos vão sendo mostrados aos poucos, as informações e mistérios são desvendados gradativamente, e tudo vai se encaixando devagar, formando um panorama que nos surpreende, por mais que já pudéssemos desconfiar da solução desse enigma que são os enredos da autora. Tudo é organizado da forma mais clara possível, as doses de mistério, suspense e romance são colocada na medida certa, a linguagem precisa e até um tanto poética da autora faz as páginas passarem sem que percebamos. E ainda dão um gostinho de quero mais ao final da leitura.

A diagramação da editora está perfeita! O padrão de capas segue o mesmo dos outros dois volumes, sempre jogando com as cores neutras e fazendo essa sobreposição delas. As páginas são amareladas, e há uma ilustração no início de cada capítulo, que deixa o livro ainda mais encantador visualmente. A fonte escolhida é mediana e muito agradável à leitura. O título de cada capítulo vem em forma de um verso, formando um poema belíssimo ao final, que traduz muito bem o espírito do livro e a lição que a autora quis deixar refletida nas suas palavras:


Palavras selam destinos incompreendidos
Fazem brotar luz da escuridão
Em silêncio, tecem fios de esperança
No mais incrédulo coração
Mas, eternas, almas selam o pacto
Aventurando-se em mentes cansadas
Dançando melodias amaldiçoadas
Que pressentem a mais pura ilusão
E imperfeitos sentimentos adormecem
Esperando sonhar com uma doce magia
Que faça nascer flores no vazio
Que transforme ódio em poesia
E traga luz ao mais triste caminho
Mas a verdade sempre brilha na aurora
Salvando tudo que está perdido
Revelando segredos, revelando memórias
Curando aos poucos um espírito ferido
E mesmo que sombras impeçam a luta
Tudo, no fim, irá recompensar
Pois será o amor então, a triunfar

Ao final da resenha, eu só posso dizer que Bianca conseguiu se superar e me surpreender mais uma vez! Conhecer a história de Cailey e seu dom foi um verdadeiro presente, e além disso eu ainda pude testemunhar a força que existe em um grande amor, e o poder que eu sabia estar intrínseco nas palavras que passamos ao papel. Recomendo a leitura a todos, sem exceções, e espero que vocês consigam apreender o sentido oculto nessas páginas, e se emocionar e apaixonar tanto quanto eu!

Até a próxima postagem! Beijos! 

0 comentários:

Deixe seu comentário