[TOP 5 ESPECIAL] Melhores Leituras de 2015

Hey, pessoas!

Espero que todos vocês estejam aproveitando essas festas de fim de ano tanto quanto eu. Inclusive por esse motivo é que o blog anda um tanto desatualizado ultimamente, mas pretendo compensar tudo isso durante os próximos meses. E para continuar em clima de início de ano também aqui no blog, hoje trago para vocês o meu Top 5 especial das melhores leituras de 2015!

1. A Escolhida, Amanda Ághata Costa

A Escolhida
Sinopse: Em uma cidade repleta de pessoas desconhecidas, Ari poderia ser apenas mais uma garota perdida na multidão, como tantas outras que foram abandonadas pelos pais. Através de sua aparência impecável e feições delicadas, ninguém conseguiria supor quem ela é e o que gosta de fazer: um anjo com sede de sangue, sempre disposta a ceifar novas vítimas. Porém, tudo muda quando é capturada por dois feiticeiros e levada para o círculo, lugar onde eles vivem sob a liderança de Egran, um homem cruel que não mede esforços para conseguir o que quer. Em meio a várias mudanças repentinas, terá de enfrentar suas convicções a fim de descobrir um lado de si mesma que não imaginava existir. Será que o amor vai fazer brotar a alegria em seu coração? Ou ele irá arrastá-la diretamente para a morte? Ari será capaz de finalmente superar o próprio passado sombrio ou sucumbirá a ele, deixando pelo caminho mais um grande rastro de destruição?

O livro A Escolhida foi uma das maiores surpresas literárias que eu poderia ter tido neste ano que passou. Assim que li a sinopse sabia que ia adorar a história, que faz bem o gênero fantástico que eu tanto curto, mas não imaginava que me apegaria aos personagens e ao próprio enredo da maneira como aconteceu. O título foi marcante de várias maneiras, e eu acabei percebendo o tamanho dom para a escrita que a autora tem. Mais do que isso: eu percebi que esse seria para sempre um livro especial pra mim, não é à toa que ele fica na minha cabeceira até hoje!

2. Por Lugares Incríveis, Jennifer Niven

Por Lugares Incríveis
Sinopse: Dois jovens prestes a escolher a morte despertam um no outro a vontade de viver. Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, Violet se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família. Enquanto Violet conta os dias para o fim das aulas, quando poderá ir embora da cidadezinha onde mora, Finch pesquisa diferentes métodos de suicídio e imagina se conseguiria levar algum deles adiante. Em uma dessas tentativas, ele vai parar no alto da torre da escola e, para sua surpresa, encontra Violet, também prestes a pular. Um ajuda o outro a sair dali, e essa dupla improvável se une para fazer um trabalho de geografia: visitar os lugares incríveis do estado onde moram. Nessas andanças, Finch encontra em Violet alguém com quem finalmente pode ser ele mesmo, e a garota para de contar os dias e passa a vivê-los.

Por Lugares Incríveis me emocionou, me fez refletir em vários momentos, me encantou com seus personagens cativantes, me fez chorar e sorrir, me fez amar e odiar alguns dos infortúnios que tumultuaram a nossa história, mas conseguiu, acima de tudo, se tornar marcante em todos os sentidos possíveis. Os temas aqui trabalhados, e a forma como a autora abordou esses assuntos, sensível e tão delicadamente que muitas vezes era preciso esforço para reconhecê-los nas entrelinhas da história, acabou por me envolver e prender como um todo, fazendo com que eu ficasse completamente entregue às emoções que o livro desperta em todo o leitor. Com certeza uma das melhores leituras do ano!

3. Uma Canção Para Libélula, Juliana Daglio

Uma Canção para a Libélula
Sinopse: Era uma comum primavera numa fazenda qualquer, mas um encontro inusitado aconteceu: a Menina e a Libélula se viram pela primeira vez. Assombrada por um medo irracional da Morte, a Menina é marcada por esse encontro para o resto de sua vida. Compõe então uma canção em seu piano, homenageando a misteriosa libélula. Os anos se passaram, Vanessa vivia em Londres e tinha a vida cercada por seu iminente sucesso como pianista, porém, algo aconteceu, mudando seu destino: Uma doença, uma viagem e um reencontro. Vanessa precisará encarar fantasmas que sequer lembrava um dia terem assombrado sua vida, tendo de relembrar a morte do irmão e reviver seu conflito com a mãe. E mais importante e mortal, conhecer a grande antagonista de sua vida, a quem chama de Vilã Cinzenta. De Londres a São Paulo, dos Palcos aos Lagos. “Uma canção para a Libélula” é a história de uma alma perdida e de sua busca por quebrar o casulo de sua existência, para só então compreender o sentido da própria vida. Este livro é um profundo mergulho em uma mente nebulosa, permeada por lagos obscuros e pela inusitada morte; não havendo sequer esperanças.

Este foi um livro que não me surpreendeu nem um pouco, porque eu já sabia antes mesmo de começar a ler que eu ia amá-lo do início ao fim, e foi o que realmente aconteceu. A história da Vanessa me encantou, me fez mergulhar nos mais profundos sentimentos, e me fez refletir sobre diversas atitudes que tomamos em nossas vidas e os rumos que damos aos nossos sonhos. O livro da nossa parceira Juliana Daglio fez com que eu acreditasse mais no poder da fé e do amor.

4. A Verdade Sobre o Caso Harry Quebert, Joël Dicker

A verdade sobre o caso Harry Quebert
Sinopse: Aos vinte e oito anos Marcus Goldman viu sua vida se transformar radicalmente. Seu primeiro livro tornou-se um best-seller, ele virou uma celebridade e assinou um contrato milionário para um novo romance. E então foi acometido pela doença dos escritores. A poucos meses do prazo para a entrega do novo original, pressionado por seu editora e por seu agente, Marcus não consegue escrever nem uma linha. Na tentativa de superar seu bloqueio criativo, Marcus decide passar uns dias com seu mentor, Harry Quebert, um dos escritores mais respeitados do país. É então que tudo muda. O corpo de uma jovem de quinze anos - desaparecida sem deixar rastros em 1975 - é encontrado enterrado no jardim de Harry, junto com o original do romance que o consagrou. Harry admite ter tido um caso com a garota e ter escrito o livro para ela, mas alega inocência no caso do assassinato. Com o intuito de ajudar Harry, Marcus começa uma investigação por contra própria. Uma teia de segredos emerge, mas a verdade só virá à tona depois de uma longa e complexa jornada. Um extraordinário livro de suspense, uma história de amor e um thriller excepcional, A Verdade Sobre O Caso Harry Quebert escapa a todas as tentativas de descrição. Nada do que você leu antes poderia prepará-lo para este livro.

Esse foi um livro que há muito eu desejava ler, e que superou completamente minhas expectativas, que já eram ótimas. Eu adoro esse gênero literário, mas a história que o Dicker conseguiu construir dentro desse título me ganhou totalmente, me deixou inteiramente envolvida e surpresa em muitos momentos. Os fatos interligados, a forma como tudo se relaciona dentro do livro, a narrativa fluida, os personagens muito bem construídos, a ambientação detalhadamente descrita, tudo isso acabou influenciando nas minhas impressões finais, que não poderiam ser melhores.

5. A Mais Pura Verdade, Dan Gemeinhart

A Mais Pura Verdade

Sinopse: Em todos os sentidos que interessam, Mark é uma criança normal. Ele tem um cachorro chamado Beau e uma grande amiga, Jessie. Ele gosta de fotografar e de escrever haicais em seu caderno. Seu sonho é um dia escalar uma montanha. Mas, em certo sentido um sentido muito importante , Mark não tem nada a ver com as outras crianças. Mark está doente. O tipo de doença que tem a ver com hospital. Tratamento. O tipo de doença da qual algumas pessoas nunca melhoram. Então, Mark foge. Ele sai de casa com sua máquina fotográfica, seu caderno, seu cachorro e um plano. Um plano para alcançar o topo do Monte Rainier.Nem que seja a última coisa que ele faça. A Mais Pura Verdade é uma história preciosa e surpreendente sobre grandes questões, pequenos momentos e uma jornada inacreditável.

Um livro que me levou às lágrimas em muitos momentos, que me fez sorrir, me encantar e querer relê-lo milhões de vezes para ter as mesmas sensações. Este é A Mais Pura Verdade. Eu fiquei completamente fascinada e emocionada pela leitura, não só pelo protagonista ser uma criança, não só pela amizade que existe entre ele e seu cãozinho, ou sua melhor amiga, coisas extremamente lindas dentro do livro, mas pela sensibilidade com que o autor conseguiu descrever cada cena, cada atitude, cada sentimento, cada episódio e momento do livro. Uma narração simples, mas carregada de muitas sensações, as quais é impossível ficar imune.

Essas foram sem dúvida as minhas melhores leituras de 2015, mas eu poderia facilmente elencar vários outros títulos que me fizeram sentir prazer e ao mesmo tempo me fizerem compreender um pouco mais sobre o porquê de eu amar tanto o universo da literatura. Espero que tenham curtido meu Top 5, e que compartilhem comigo o de vocês.

Até a próxima postagem! Beijos!

0 comentários:

Deixe seu comentário